Deputados

Bancada do PTB na Câmara dos Deputados

Eduardo Costa
Pará 

     Saúde e previdência são pautas que o deputado Eduardo Costa atenderá com prioridade durante seu mandato na Câmara dos Deputados, para garantir direitos que foram adquiridos ao longo dos anos. “Vamos trabalhar com temas que são importantes, que mexem com a vida das pessoas, com a perspectiva de o cidadão receber, no final da sua vida, uma remuneração que seja justa e ideal para a manutenção, de forma correta, das suas necessidades”, destaca. Deputado estadual do Pará por quatro mandatos, Eduardo Costa foi eleito deputado federal com 75.346 votos. Com 16 anos de vida pública e sendo médico especialista em ortopedia e traumatologia, ele acredita que o trabalho desenvolvido no seu estado agora poderá ser ampliado para todo o Brasil.

Emanuel Pinheiro Neto
Mato Grosso 

      Aos 23 anos, Emanuel Pinheiro Neto foi eleito deputado federal com 76.781 votos. Estudante de Direito, Gestão Pública e Ciências Políticas, chega à Câmara dos Deputados preocupado com os problemas do seu estado. “Hoje, Mato Grosso tem mais de 150 mil desempregados, mais de 1.050 homicídios por ano, mais de 55 mil crianças fora das creches. São cenários nos quais quero atuar como deputado federal, para tentar ajudar o País e o meu estado”, afirma. Para Emanuel, uma das prioridades do Congresso Nacional deve ser a revisão do pacto federativo, que define a forma como serão repartidos os recursos arrecadados com os tributos entre o governo federal, os estados e os municípios. O parlamentar é filho do prefeito de Cuiabá (MT), Emanuel Pinheiro, e neto do ex-deputado federal Emanuel Pinheiro, já falecido.  

Luísa Canziani
Paraná

     Luísa Canziani obteve nas urnas 90.249 votos, conquistados em 394 dos 399 municípios do Paraná. Aos 22 anos, a estudante de Direito acumula o título de mais jovem deputada federal da história do Paraná e a segunda mais jovem da história da Câmara dos Deputados. A parlamentar afirma que sua bandeira é a educação. “Cerca de 55% dos nossos alunos de até oito anos de idade neste País são analfabetos, não sabem ler e nem escrever. Isso é um crime”, afirma. Dentro da área da educação, a deputada pretende ter um olhar especial para a educação básica. “A primeira infância, de 0 a 6 anos, é o período crucial no desenvolvimento humano”, explica Luísa, filha do ex-deputado federal Alex Canziani.

Marcelo Moraes
Rio Grande do Sul
 

     Deputado estadual do Rio Grande do Sul por dois mandatos, Marcelo Moraes conquistou 69.904 votos para deputado federal em 2018. Ele iniciou sua militância política como coordenador regional da juventude na região gaúcha do Vale do Rio Pardo. Também foi vereador de Santa Cruz do Sul (RS), além de secretário de Transporte e Serviços Urbanos do mesmo município. A forte ligação com a agricultura da região faz com que tenha um olhar atento para a principal atividade agrícola local: a fumicultura, a cultura do tabaco. Outra preocupação de Marcelo Moraes é com a atual repartição dos recursos arrecadados com impostos, o chamado pacto federativo. Para ele, a distribuição dessas verbas públicas está equivocada. Outra bandeira defendida por Marcelo Moraes, filho do ex-deputado federal Sérgio Moraes, é tornar o serviço público eficiente e capaz de atender às demandas do cidadão.

Maurício Dziedricki
Rio Grande do Sul 

     Eleito deputado federal pelo Rio Grande do Sul com 83.617 votos em 2018, Maurício Dziedricki priorizará, na Câmara dos Deputados, a defesa do empreendedorismo, das micro e pequenas empresas. Dziedricki está na vida pública desde 2004, quando se elegeu vereador por Porto Alegre. Convidado para a Secretaria de Obras e Viação de Porto Alegre, foi o secretário municipal mais jovem a assumir a pasta. Em 2010, foi eleito deputado federal, mas foi chamado a assumir a Secretaria de Economia Solidária e Apoio à Micro e Pequena Empresa do Rio Grande do Sul. Em 2014, Maurício Dziedricki se elegeu deputado estadual. O estímulo às micro e pequenas empresas sempre esteve no foco de seu trabalho na vida pública.

Nivaldo Albuquerque
Alagoas 

      Nivaldo Albuquerque (PTB-AL) foi eleito deputado federal com 84.956 votos. O parlamentar, que ocupava a vaga de suplente na legislatura anterior, passou a titular em 2019. A saúde continuará sendo umas das prioridades de seu mandato. Vítima de um atentado à bala na cidade de Arapiraca (AL) em 2012, foi atendido na Unidade de Emergência do Agreste, onde foi submetido a uma cirurgia. “Fui salvo, primeiramente, graças a Deus; depois, à saúde pública de Alagoas”, relembra, enfatizando a importância de se investir mais nesta área, como também de se melhorar a gestão do setor em todo o Brasil. “Pretendo trabalhar para que a saúde funcione sem essas dificuldades que a gente vê, tanto de falta de equipamentos, quanto de manutenção. Enfim, meu mantado vai servir principalmente para isso”, declara.

Paulo Bengtson
Pará 

      Vereador de Belém (PA) por dois mandatos, Paulo Bengtson foi eleito deputado federal com 96.722 votos. Em Brasília, vai se empenhar no trabalho pela agricultura familiar do País. “Nosso projeto é muito voltado a agricultura e piscicultura familiar, que já desenvolvemos no Pará. Você consegue levar para aquela pequena população renda, emprego, geração de uma qualidade de vida melhor”, diz. Paulo Bengtson também destaca que o Pará é uma grande fronteira agrícola, trabalhando no cultivo de grãos como a soja, além do plantio de madeira. Mas lamenta que, apesar do crescimento intenso nos últimos anos, as cidades paraenses ainda não se beneficiem de toda essa riqueza na produção. Pastor da Igreja do Evangelho Quadrangular, também se preocupa com a estruturação da família, “sinônimo de uma sociedade melhor”. Médico veterinário por formação, é filho do ex-deputado federal Josué Bengtson.
 

Pedro Augusto Bezerra
Ceará 

      O sociólogo Pedro Augusto Bezerra foi eleito deputado federal com 119.030 votos em 2018 e exerce seu primeiro mandato eletivo. O parlamentar vai trabalhar para levar à frente o projeto do porto seco na região do Cariri, estratégico geograficamente, pois está localizado no centro da Região Nordeste. “A Ferrovia Transnordestina passa por lá, temos um aeroporto, que hoje é nacional. Muitas indústrias, principalmente de calçados do Rio Grande do Sul e do Sudeste, já se instalaram lá”, lembra, ao ressaltar que também pretende trabalhar para obter verbas de custeio para a área de saúde. Filho do ex-deputado federal Arnon Bezerra (PTB), atual prefeito de Juazeiro do Norte (CE), Pedro Augusto diz que decidiu tentar a vaga na Câmara dos Deputados porque o Cariri precisava de um representante no Parlamento. “Tínhamos uma bancada forte, muito ativa, com três deputados federais, que foi perdendo espaço, sobrando apenas um, o então deputado federal Arnon Bezerra, meu pai. Ele deixou o Congresso Nacional para assumir a prefeitura de Juazeiro do Norte em 2017”, diz.

Pedro Lucas Fernandes
Maranhão

      Vereador de São Luís (MA) por dois mandatos consecutivos, Pedro Lucas Fernandes foi eleito deputado federal com 111.538 votos. Ele afirma que, na Câmara dos Deputados, uma de suas prioridades é melhorar as condições de vida da população do seu estado. “Vamos ter um olhar muito voltado para o Maranhão. É um estado pobre, que merece uma atenção especial não só dos parlamentares maranhenses, mas de todos os parlamentares”, destaca. Durante o mandato, o líder diz que vai consultar os cidadãos antes de decidir sobre temas polêmicos em análise na Casa. “Vamos levar as discussões ao conhecimento de todos os maranhenses, para que a gente possa ter uma posição bastante respaldada pela população”, afirma. Administrador de empresas e especialista em Planejamento Governamental, Pedro Lucas Fernandes foi presidente da Agência Executiva Metropolitana (Agem), cujo objetivo é gerir a Região Metropolitana da Grande São Luís.

Wilson Santiago
Paraíba 

     O presidente do PTB da Paraíba, Wilson Santiago, foi eleito deputado federal com 86.208 votos. Ele chegou à Câmara com vasta experiência na atuação parlamentar, pois foi deputado federal de 2003 a 2011; deputado estadual, de 1995 a 2003; e senador, de fevereiro a novembro de 2011. Defensor público de carreira, Wilson Santiago diz que, no retorno ao Congresso Nacional, seu trabalho será direcionado a melhorar a distribuição dos recursos públicos pelo País. Segundo o deputado, as verbas ainda são muito direcionadas aos grandes centros, às capitais e aos polos econômicos. “Temos que adotar algumas regras que, de fato, redistribuam melhor os recursos e levem os investimentos para perto da população. É necessário interiorizar a educação pública, especificamente o ensino superior. Temos que interiorizar o ensino qualificado, os institutos federais de educação”, diz.
  • ©2019 PTB na Câmara. Todos os direitos reservados.