Comissão aprova proposta de Paulo Bengtson que prioriza diabéticos em exames em jejum

Escrito 27/06/2022, 16:26
Categoria destaque

   Paulo Bengtson: “Atendimento prioritário aos portadores de diabetes evita complicações à saúde.”


A Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados aprovou proposta que determina a prioridade, nos serviços públicos e privados de saúde, para o atendimento aos diabéticos na realização de exames de sangue, ultrassonografia de abdômen e outros que exigem jejum prévio.

A medida consta do substitutivo elaborado pelo relator, deputado Luiz Lima (PL-RJ), ao Projeto de Lei 520/21, já aprovado pelo Senado, e ao Projeto de Lei 1519/21, do deputado Paulo Bengtson (PTB-PA), que tramita em conjunto.

No substitutivo, o relator aproveitou partes dos dois textos originais. “A pessoa com diagnóstico de diabetes mellitus tem maior propensão a desenvolver quadros de hipoglicemia quando em longos períodos de jejum, e nada mais justo, portanto, que se lhes conceda preferência de atendimento”, afirmou Luiz Lima.

A proposta altera a Política Nacional de Prevenção do Diabetes e de Assistência Integral à Pessoa Diabética (Lei 13.895/19). A pessoa com diabetes comprovará a patologia, e o atendimento levará em conta o público preferencial presente no local – idosos, gestantes e pessoas com deficiência – e a classificação de risco.

“Em média, o jejum é de doze horas e, ao não ingerir nenhum tipo de alimento, os níveis de insulina produzidos reduzem as moléculas de glicose e a taxa glicêmica fica baixa. Portanto, a demora no atendimento e o jejum prolongado ocasionarão danos ao corpo do diabético que poderá ter mal-estar, taquicardia, tonturas, desmaios, sudorese”, explica Paulo Bengtson.

Tramitação

O projeto ainda será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania. Depois, seguirá para o Plenário.

(Com informações da Agência Câmara de Notícias)
Foto – Jotaric

Comentários

Não existem comentários

Postar um comentário

  • ©2022 PTB na Câmara. Todos os direitos reservados.