Para Luísa Canziani, MEC precisa passar priorizar temas centrais da política educacional

Escrito 28/11/2019, 18:10
Categoria destaque

            Luísa Canziani: “A comissão externa tem feito um trabalho muito importante.”


A comissão externa da Câmara dos Deputados que acompanha o desenvolvimento dos trabalhos do Ministério da Educação (MEC) pode votar o relatório final nesta terça-feira (3). A deputada Luísa Canziani (PTB-PR) é sub-relatora do colegiado. Ela coordenou a análise da implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) junto ao ministério.
 
O relatório preliminar da comissão externa aponta "fragilidade do planejamento e da gestão" do MEC em 2019, o que "impactou diretamente a formulação e implementação das políticas educacionais", segundo o documento.
 
A parlamentar avalia que a comissão externa realizou um trabalho importante ao monitorar as ações do Ministério da Educação.
 
“Há, sim, quadros qualificados e importantes no MEC, mas, na nossa visão, falta foco, falta uma priorização nos temas centrais da educação brasileira, como a alfabetização e a efetivação do novo ensino médio e da própria BNCC. Há lacunas, também, na formação inicial e continuada de professores e tantos desafios e perspectivas, não só em termos de educação básica, mas também em relação ao ensino superior”, afirma.
 
BNCC
 
Ao analisar a Base Nacional Comum Curricular, a parlamentar afirma que foi uma conquista histórica para Brasil.
 
“Isso porque, hoje, os pais, os professores, os alunos, enfim, todo mundo vai conseguir saber exatamente o que os alunos irão aprender em casa etapa de ensino, independentemente da sua condição social e de onde vivem”, declara.
 
A deputada diz que continua acompanhando a implementação da BNCC, e que está em um contato direto com a Secretaria da Educação Básica, juntamente com o Movimento pela Base Nacional Comum.
 
Reportagem – Renata Tôrres, com a colaboração de Regina Mesquita
Foto – Jotaric

Comentários

Não existem comentários

Postar um comentário

  • ©2019 PTB na Câmara. Todos os direitos reservados.