Eduardo: aprovação do Revalida é conquista para 55 mil médicos formados no exterior


      Eduardo Costa: “A Medicina em nosso País está elitizada: 70% das faculdades são privadas.”


O deputado Eduardo Costa (PTB-PA) comemorou a aprovação, pela Câmara dos Deputados, do Projeto de Lei 4067/15, que regulamenta o Revalida, um exame nacional de revalidação de diplomas estrangeiros de médicos. O parlamentar, que também é médico, atuou de forma ativa nas negociações que levaram à votação da proposta.

“Tive a oportunidade de participar dessa conquista junto com mais de 55 mil brasileiros, médicos e futuros médicos formados em outros países, para garantir um direito que deve ser de todos, a igualdade de condições para o exercício da profissão”, declarou.

O Revalida atesta, por meio de provas escrita e prática, os conhecimentos e as competências de médicos, brasileiros ou estrangeiros, formados no exterior. A novidade em relação ao modelo atual é a participação de faculdades privadas de Medicina no processo.

Mais pobres

O deputado afirmou que os estudantes brasileiros que estudam Medicina em outros países são, em sua grande maioria, oriundos dos estados mais pobres da Federação.

“A Medicina em nosso País está elitizada: 70% das universidades e faculdades são privadas, e nelas o valor médio das mensalidades chega a R$ 11 mil. A partir de agora, os médicos brasileiros formados no exterior terão a possibilidade de exercer a sua profissão legalmente no Brasil”, ressaltou.

O Revalida pretende verificar se o médico formado em outro país detém os conhecimentos, as habilidades e as competências para atender as necessidades do Sistema Único de Saúde (SUS) em nível equivalente ao exigido pelas diretrizes curriculares nacionais do curso de graduação em Medicina no Brasil.

Quando o projeto virar lei, o Revalida será aplicado semestralmente, e os candidatos terão acesso ao edital com 60 dias de antecedência do exame escrito.
 
Reportagem – Renata Tôrres
Foto – Jotaric

Comentários

Não existem comentários

Postar um comentário

  • ©2019 PTB na Câmara. Todos os direitos reservados.