Luísa: implementar Base Nacional Comum Curricular é passo fundamental para educação


  Luísa: “BNCC foi conquista histórica, pois define o que alunos estudarão em cada etapa de ensino.”


A implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) nas redes de ensino pública e privada é um passo fundamental para o desenvolvimento da educação no Brasil. Foi o que declarou a deputada Luísa Canziani (PTB-PR), ao comentar audiência pública sobre a BNCC realizada pela comissão externa da Câmara que fiscaliza o Ministério da Educação.
 
“A BNCC foi uma conquista histórica, porque, hoje, a gente tem a clareza do que os nossos estudantes, de fato, estudarão em cada etapa de ensino em todos os cantos do País. É uma grande conquista, e acreditamos que esse tema merece ser debatido. Inclusive, a sua implementação deve ser fiscalizada”, defende a parlamentar, que foi a autora do requerimento para a realização da audiência pública e integra o grupo da comissão externa que trata da BNCC.
 
Parlamento
 
A deputada também avalia que o Congresso Nacional fez uma contribuição essencial ao apoiar a execução da base, ao fazer com que ela fosse incluída no Plano Nacional de Educação (PNE).
 
“O Parlamento sinalizou no sentindo de estar totalmente alinhado à necessidade de construir a BNCC, para que a gente possa superar o maior desafio da educação brasileira, que é a aprendizagem”, avalia Luísa.
 
Próximo passo
 
Segundo a parlamentar, agora é a fase da implementação da base, na qual cada estado deve elaborar seu respectivo currículo para compor a BNCC. Como a iniciativa abrange a Educação Infantil, o Ensino Fundamental e o Ensino Médio, Luísa explica que o momento é de interlocução entre estados e municípios para consolidar a base.
 
“Por exemplo, o meu estado, o Paraná, já construiu o seu currículo. Agora nós estamos aguardando para que os outros estados finalizem essa etapa também”, relata a deputada.
 
BNCC
 
A BNCC estabelece conhecimentos, competências e habilidades que se espera que todos os estudantes desenvolvam ao longo da escolaridade básica.
 
Ela deve nortear os currículos dos sistemas e redes de ensino de estados, municípios e do governo federal, como também as propostas pedagógicas de todas as escolas públicas e privadas de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio em todo o Brasil.
 
Reportagem – Carlos Augusto Xavier, com a colaboração de Regina Mesquita e sob a supervisão de Renata Tôrres
Foto – Jotaric

Comentários

Não existem comentários

Postagem de comentários após três meses foi desabilitado.
  • ©2020 PTB na Câmara. Todos os direitos reservados.