Santini: Câmara lança frentes parlamentares para melhorar estradas do sul do Brasil


   Santini: “A conclusão das rodovias é uma causa que transcende ideologias partidárias e políticas.”


A pedido do deputado Ronaldo Santini (PTB-RS), foram lançadas, nesta quarta-feira (5), duas frentes parlamentares que vão trabalhar, no Congresso Nacional, pela conclusão de rodovias BR-470, que liga Navegantes (SC) a Camaquã (RS), e BR-285, no trecho de São José dos Ausentes (RS) a Araranguá, no litoral de Santa Catarina.
 
Santini presidirá as frentes da BR-470 e BR-285, que têm como objetivo a promoção de debates e ações para o término das obras. Também foi lançada, nesta quarta, a Frente Parlamentar em Defesa da Extensão da BR-448, presidida pelo deputado Lucas Redecker (PSDB-RS).
 
“As três rodovias que estão sendo trabalhadas nesse lançamento são de extrema importância para o escoamento da produção gaúcha. Elas transformam o modal do transporte rodoviário do nosso estado. O Parlamento poder fazer esse trabalho em parceria com associações municipais, comerciais e industriais, de uma forma conjunta entre Senado e Câmara, demostra a importância que tem esse tema para o desenvolvimento do Rio Grande do Sul”, afirma.
 
O deputado também pondera que, no Brasil, onde existem tantas prioridades e poucos recursos financeiros, alcança seus objetivos aquele que consegue juntar mais pessoas em torno de uma causa.
 
“E é isso que estamos tentando demonstrar aqui: que essa é uma causa que transcende as ideologias partidárias e políticas, que transcende os interesses individuais e que une o Rio Grande do Sul. Por isso, temos muita confiança de que as obras para a conclusão das rodovias vão andar com muito mais celeridade”, prevê.
 
BR 470 e BR 285
 
A BR-470 é uma rodovia de pista simples e uma das principais vias de acesso ao Porto de Itajaí (SC) e ao Aeroporto de Navegantes (SC). Apresenta trechos sinuosos e mal sinalizados em Santa Catarina, além de áreas não-pavimentadas ou inexistentes no Rio Grande do Sul.
 
A BR-285 tem início em Araranguá, atravessa a serra e o planalto gaúchos, com extensão de aproximadamente 674,5 quilômetros, passando por cidades como Vacaria, Lagoa Vermelha, Gentil, Água Santa, Passo Fundo, Carazinho, Ijuí e São Luiz Gonzaga, e termina em São Borja, na fronteira com a Argentina.
 
O trajeto entre Vacaria e Araranguá, além de ser realizado em trecho de serra e com baixa infraestrutura viária, ainda tem um trecho não-asfaltado entre as cidades de São José dos Ausentes e Timbé do Sul, o que torna este trecho pouco trafegado.
 
Segundo Santini, as frentes parlamentares vão promover debates com a sociedade civil, articular e integrar as iniciativas e atividades do Parlamento com ações do governo e da população, realizar encontros, simpósios, seminários e eventos, para analisar medidas que precisam ser implementadas para a conclusão das rodovias.
 
Danos
 
De acordo com Santini, o modal de transporte escolhido pelo País, o rodoviário, e a alta carga que as estradas têm recebido com o aumento da produção nacional ocasionam danos às pistas, exigindo atenção permanente em relação às rodovias. Um estudo da Fundação Dom Cabral revelou que o transporte rodoviário é responsável por quase 82% da carga brasileira.
 
“Enquanto não houver uma alternativa no transporte do escoamento da produção, é necessário que tenhamos cada vez mais investimentos nas rodovias, duplicação de estradas e parcerias público-privadas que funcionem com justiça”, exemplifica o parlamentar.
 
Dados da Associação Brasileira de Infraestrutura e Indústrias de Base (Abdib) mostram que o País deveria investir 2,26% do Produto Interno Bruto (PIB) na melhoria da malha rodoviária, mas, em 15 anos, a média de investimento foi de 0,5% do PIB.
 
Reportagem – Carlos Augusto Xavier, com a colaboração de Regina Mesquita e sob a supervisão de Renata Tôrres
Foto – Camila Borges

Comentários

Não existem comentários

Postagem de comentários após três meses foi desabilitado.
  • ©2019 PTB na Câmara. Todos os direitos reservados.