Eduardo Costa cobra correção da Tabela SUS; especialista recebe R$ 15 por consulta, afirma


  Eduardo Costa: “A tabela não evoluiu da mesma forma que evoluíram os exames e procedimentos.”


O deputado Eduardo Costa (PTB-PA) afirma ser essencial corrigir os baixos valores da Tabela SUS, que serve como referência para o governo pagar entidades filantrópicas e hospitais conveniados vinculados ao Sistema Único de Saúde (SUS). Esses valores não têm correção há 13 anos.
 
“Hoje, pela Tabela SUS, uma consulta com especialista é R$ 15. Um procedimento cirúrgico chega, em alguns casos, a R$ 120, incluindo internação, taxa de sala, cirurgião, anestesista e tudo mais. Então, são procedimentos muito defasados e que estão fora da realidade da saúde”, destaca o parlamentar.
 
Eduardo Costa é integrante do Grupo de Trabalho que discute a Atualização e a Modernização da Tabela SUS, vinculado à Comissão de Seguridade Social e Família. O deputado aponta outro problema: a tabela não tem acompanhado os avanços tecnológicos na área da saúde.
 
“Hoje temos exames de alto custo que não se faziam antes, procedimentos endoscópicos, laparoscópicos, artroscópicos. A tabela não evoluiu da mesma forma que evoluíram os exames e os procedimentos da saúde aqui no nosso País”, critica.
 
Tratamento diferenciado
 
Segundo o deputado, os hospitais conveniados que apoiam os governos locais ou regionais são tratados de forma diferenciada: fazem pactos de prestação de serviço e ficam fora da Tabela SUS, recebendo valores mais altos pelos atendimentos médicos. Por outro lado, ele explica que os hospitais que não têm esse alinhamento com os governos são submetidos à tabela.
 
“Nossa preocupação é que a tabela seja isonômica, sirva para todos. Quando o contrato entre governo e hospital conveniado engloba apenas uma negociação independente entre aquele prestador e o governo, pode haver distorções, haver favorecimentos, uma série de outros fatores que são muito comuns aqui no nosso País”, analisa.
 
Reportagem – Carlos Augusto Xavier, com a colaboração de Regina Mesquita e sob a supervisão de Renata Tôrres
Foto – Cleia Viana/Câmara dos Deputados

Comentários

Não existem comentários

Postar um comentário

  • ©2019 PTB na Câmara. Todos os direitos reservados.