Proposta de Pedro Augusto exige fraldários para adultos em prédios de uso coletivo


              Pedro Augusto: “A sociedade deve estar atenta a essas situações delicadas.”


Projeto de lei do deputado Pedro Augusto Bezerra (PTB-CE) torna obrigatória a instalação de fraldários para pessoas com necessidades especiais e idosos em edifícios públicos e privados destinados ao uso coletivo, como shopping centers e estádios (PL 2186/19).
 
Pedro Augusto destaca que a necessidade de utilização de fraldas é uma situação muito desconfortável, tanto para quem usa, quanto para quem cuida de jovens e adultos que necessitam de fazer trocas frequentes.
 
“A sociedade deve estar atenta a essas situações delicadas e fazer o máximo possível para amenizar os transtornos dessas pessoas”, afirma.
 
A proposta altera a Lei 10.098/2000, que define critérios básicos sobre a promoção da acessibilidade de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.
 
Políticas públicas
 
Na opinião de Pedro Augusto, o Brasil avançou em políticas públicas destinadas à acessibilidade de pessoas com necessidades especiais, por exemplo, com a exigência de banheiros equipados e acessíveis em prédios públicos e privados.
 
Porém, ele afirma que são necessárias ainda outras medidas para amenizar os impactos de uma vida limitada, como a criação dos fraldários para adultos.
 
“Não é justo que aquele que já tem várias limitações tenha que se abster de passeios corriqueiros por conta da dificuldade e constrangimento de trocar uma simples fralda”, defende.
 
Cuidados
 
O parlamentar também ressalta que pessoas que utilizam fraldas necessitam de manutenção e trocas constantes.
 
Segundo ele, o uso de fraldas molhadas durante longo período pode causar assaduras, feridas na pele e, em casos mais graves, infecções urinárias.
 
As trocas em intervalos regulares também exigem boa higienização com o uso de água, sabonete e lenço para retirar qualquer resíduo.
 
Reportagem – Carlos Augusto Xavier, sob a supervisão de Renata Tôrres
Foto – Jotaric

Comentários

Não existem comentários

Postar um comentário

  • ©2019 PTB na Câmara. Todos os direitos reservados.