Emanuel aposta nas reformas tributária e da Previdência para crescimento econômico


   Emanuel defende mudanças na divisão de impostos entre governo federal, estados e municípios.


O deputado Emanuel Pinheiro Neto (PTB-MT) avalia que a reforma tributária vai proporcionar um cenário mais equilibrado para os impostos no Brasil, com redução da carga de tributos e aumento das possibilidades de empreendedorismo e de oferta de empregos.
 
Uma comissão especial vai ser criada em breve, na Câmara dos Deputados, para analisar Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 45/19, que trata da reforma. A matéria já foi aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa.
 
“Há muito se tem discutido a defasagem do atual modelo tributário do País. Isso envolve também a questão do pacto federativo, ou seja, a maneira como os impostos são divididos entre os três entes da Federação: governo federal, estados e municípios. Essa é uma pauta já antiga no Congresso, à qual gente precisa dar celeridade”, pondera o parlamentar.
 
A proposta aprovada pela CCJ acaba com três impostos federais (IPI, PIS e Confins), um estadual (ICMS) e um municipal (ISS). Todos eles incidem sobre o consumo.
 
No lugar deles, é criado o Imposto sobre Operações com Bens e Serviços (IBS), que será composto por três alíquotas - federal, estadual e municipal. Governo federal, estados e municípios poderão fixar sua alíquota do IBS.
 
Previdência
 
Emanuel Pinheiro Neto também destaca ser necessário aprovar a reforma da Previdência.
 
“Com a aprovação, de uma maneira justa e equilibrada, dessas duas reformas – a da Previdência e a tributária –, a gente vai poder reorganizar os tributos brasileiros. Isso vai funcionar não somente como uma política fiscal, mas também como uma política parafiscal, de reorganização da economia, de controle de oferta e de demanda e, naturalmente, a gente vai poder montar um cenário tributário mais equilibrado”, prevê.
 
Depois de aprovada pela comissão especial, a PEC 45/19 seguirá para o Plenário da Casa, onde terá votação em dois turnos, para depois avançar para o Senado Federal.
 
Reportagem – Carlos Augusto Xavier, com a colaboração de Regina Mesquita e sob supervisão de Renata Tôrres
Foto – Jotaric

Comentários

Não existem comentários

Postagem de comentários após três meses foi desabilitado.
  • ©2019 PTB na Câmara. Todos os direitos reservados.