Luísa: Comissão da Mulher priorizará empreendedorismo e participação política


              Luísa Canziani: “As pautas femininas não são pautas só das mulheres.”


A presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, deputada Luísa Canziani (PTB-PR), divulgou três temas que o colegiado irá analisar com mais profundidade em 2019: a participação da mulher na política, o empreendedorismo feminino e a educação da mulher, com foco nas ciências exatas e biológicas e na tecnologia, entre outras.
 
“É óbvio que temos outros eixos permanentes de discussão, como a violência contra a mulher, o feminicídio, a saúde da mulher. Esses temas jamais sairão da pauta na comissão, mas queremos trazer esse olhar diferenciado com esses eixos temáticos, um pouco diferentes, mas que, não tenho a menor dúvida, incrementarão – e muito – o debate das pautas femininas”, declara a parlamentar.
 
Empreendedorismo
 
Ao explicar a pauta do empreendedorismo, Luísa Canziani afirma que a mulher empreendedora fica menos suscetível a sofrer violência doméstica.
 
“Investir no empreendedorismo feminino é uma saída para a independência financeira de muitas mulheres. E uma mulher independente financeiramente não fica com aquele vínculo patrimonial com o agressor, com o seu cônjuge, companheiro ou namorado”, explica.
 
Conciliada à pauta empreendedora, a deputada aposta no avanço de oportunidades de igualdade feminina na educação. “As mulheres ainda não estão em maior número na ciência, na tecnologia, nas exatas ou nas áreas biológicas”, diz.
 
Política

De acordo com Luísa, embora a composição parlamentar feminina tenha aumentado nos últimos anos, a representação das mulheres ainda é baixa, se comparada à dos homens.
 
“É preciso fomentar a participação das mulheres na política, discutir algumas pautas, inclusive a questão dos 30% do fundo partidário e do tempo de rádio e de televisão”, defende.
 
Ela ainda ressalta a necessidade de adoção de políticas afirmativas, como a proposta em análise no Congresso Nacional que destina um percentual de cadeiras na Câmara e no Senado para as mulheres.
 
Planejamento
 
A parlamentar destaca o fato de a Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher ter sido a primeira da história da Câmara dos Deputados a realizar um planejamento estratégico para definir ações e diretrizes de trabalho.
 
Luísa cita a colaboração de deputados, deputadas e servidores da Casa, que, em conjunto, elaboraram o plano de ação do colegiado para 2019.
 
No planejamento proposto, a comissão contará com audiências públicas quinzenais e com sessões deliberativas entre uma semana e outra.
 
“A comissão quer escutar diferentes frentes e setores, para que consiga, de fato, alcançar um consenso nas pautas. O debate deve unir não só as mulheres, mas as famílias e todo o cidadão brasileiro, porque as pautas femininas não são pautas só das mulheres”, afirma.
 
A deputada também diz ser preciso um esforço de todos para debater os temas ligados às mulheres durante o ano inteiro, e não apenas em março, mês em que se celebra o Dia Internacional da Mulher, e durante o qual o Congresso Nacional, tradicionalmente, vota mais projetos destinados à causa feminina.
 
Reportagem – Carlos Augusto Xavier, com a colaboração de Regina Mesquita e sob a supervisão de Renata Tôrres
Foto – Will Shutter/Câmara dos Deputado

Comentários

Não existem comentários

Postar um comentário

  • ©2019 PTB na Câmara. Todos os direitos reservados.