Paulo Bengtson, eleito pelo Pará, aposta na agricultura familiar para gerar emprego e renda


                  Paulo Bengtson: "As pessoas precisam depender menos do poder público"


O vereador de Belém (PA) Paulo Bengtson (PTB) foi eleito deputado federal pelo Pará com 96.722 votos. Ele chega a Brasília “alegre por ter dado certo essa eleição” e empenhado em trabalhar pela agricultura familiar no Brasil. “Vejo esse modal como algo que possa segurar o homem ao campo”, afirma.

Pastor da Igreja do Evangelho Quadrangular, também se preocupa com a estruturação da família, “sinônimo de uma sociedade melhor”. Médico veterinário por formação, Paulo Bengtson exerce atualmente seu segundo mandato como vereador. É filho do deputado federal Josué Bengtson (PTB-PA), que não se candidatou na eleição de 2018.

Produção agrícola

Paulo Bengtson não tem dúvidas de que o Pará é uma grande fronteira agrícola brasileira, trabalhando no cultivo de grãos como a soja, além do plantio de madeira. Mas lamenta que, apesar do crescimento intenso nos últimos anos, as cidades paraenses ainda não se beneficiem de toda essa riqueza na produção.

“Pouco fica para a população das cidades. O maquinário vem de fora, a tecnologia não é nossa, e isso pouco agrega valor às cidades, mesmo as que já são polos agrícolas, como Redenção e Paragominas”, analisa.

Assim como no agronegócio, Paulo Bengtson vê grande potencial para o desenvolvimento das pequenas produções. “Nosso projeto é muito voltado a agricultura e piscicultura familiar, que já desenvolvemos no Pará. Você consegue levar para aquela pequena população renda, emprego, geração de uma qualidade de vida melhor”, diz.

Projeto Gênesis

Em Belém, Bengtson desenvolve, há cinco anos, um trabalho social chamado Projeto Gênesis, que olha a família de forma completa, promovendo a atenção para crianças e a geração de emprego e renda para os pais.

O projeto abrange criação de creches, atividades esportivas para crianças – tirando-as das ruas, da situação de risco e de vulnerabilidade –, palestras para as mães, cursos profissionalizantes. Tudo isso sem a presença do poder público, através de parcerias.

“As pessoas precisam depender menos do poder público e fazer mais, cada um a sua parte”, acredita.

Renovação

Paulo Bengtson afirma que a expectativa é a melhor possível para o trabalho que começará em fevereiro de 2019, quando os deputados eleitos tomarão posse. Metade dos parlamentares da Câmara será nova.

Na opinião do futuro deputado, a renovação mostra uma vontade popular para um novo tempo que o Brasil precisa viver. “Vejo pessoas jovens se elegendo, pessoas com uma cabeça diferente, aproveitando, sim, a experiência dos que nos antecederam, porém, com uma vontade e com um gás novo para fazer algo diferente de tudo aquilo que já se viveu no Brasil. Espero que, com essa renovação de mentalidade que o Brasil hoje começa a viver, a gente possa fazer melhor do que tudo aquilo que já foi feito”.
 
Reportagem – Claudia Brasil, com a colaboração de Regina Resende
Foto – Jotaric
 
 

Comentários

Não existem comentários

Postar um comentário

  • ©2018 PTB na Câmara. Todos os direitos reservados.