Reforma trabalhista promoveu aumento de contratações, afirma Ronaldo Nogueira


   Ronaldo: “No primeiro quadrimestre de 2018 foram criadas mais de 435 mil vagas de emprego.”


O presidente da Comissão de Trabalho da Câmara dos Deputados, Ronaldo Nogueira (PTB-RS), afirmou que a reforma trabalhista já está apresentando resultados positivos contra o desemprego.

A afirmação foi feita nesta quarta-feira (20), durante o lançamento das "Jornadas Brasileiras de Relações do Trabalho", projeto da Comissão de Trabalho que vai promover palestras em 15 capitais brasileiras com o objetivo de esclarecer juízes, advogados, professores, auditores e outros profissionais do Direito sobre as mudanças na legislação trabalhista.

"Depois de 75 anos de imobilismo, o Brasil dá um passo para colocar-se lado a lado aos países modernos que vivem situação de pleno emprego. E a prova é que, no primeiro quadrimestre de 2018, apresentamos os melhores resultados na contratação formal. Foram mais de 435 mil vagas de emprego formal”, destacou Ronaldo Nogueira.

Segundo o parlamentar, só no ano de 2017, mais de 1,2 milhão de pessoas tiveram acesso a ocupação com renda. Ele também lembrou que, no final de 2014, o Brasil começou a perder uma média de 100 mil postos de trabalho por mês e que, em 2015, o País perdeu mais de 1,5 milhão de postos de trabalho.

Resultados positivos

O ministro do Trabalho, Helton Yomura, participou do lançamento das Jornadas Brasileiras de Relações de Trabalho. Ele também afirmou que os modelos de jornada introduzidos ou modificados pela reforma trabalhista já apresentam resultados positivos na luta contra o desemprego.

Mesmo com a turbulência causada pela greve dos caminhoneiros, o ministro acredita que os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) referentes a maio, que devem ser divulgados na próxima semana, serão positivos.

"A modernização é um instrumento fundamental na luta contra o desemprego. Os resultados até aqui, ainda poucos meses desde a sua implementação, em 11 de novembro de 2017, comprovam isso. Segundo o Caged, só em abril deste ano, tivemos 4.523 admissões para trabalho intermitente, com saldo positivo de 3.600 empregos. E, no regime de tempo parcial, foram 5.762 admissões, com saldo de mais de 2.500 vagas de emprego", afirmou.

A lei que alterou as normas trabalhistas brasileiras completa um ano no dia 13 de julho. Foram mais de 400 modificações em mais de 100 artigos da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT).
 
(Com informações do Câmara Notícias)
Foto – Jotaric

Comentários

Não existem comentários

Postagem de comentários após três meses foi desabilitado.
  • ©2022 PTB na Câmara. Todos os direitos reservados.