Se governo demorar demais a privatizar Eletrobras pode ter prejuízo, avalia Marquezelli

Escrito 21/02/2018, 17:20
Por
Categoria destaque

               Marquezelli: “Por enquanto, ainda será uma privatização rendosa para o governo.”


O deputado Nelson Marquezelli (PTB-SP) avalia que o melhor momento para privatizar a Eletrobras é “agora”. O parlamentar acredita que, nos próximos dez anos, a concorrência no setor elétrico vai aumentar muito em razão das novas tecnologias em desenvolvimento.
 
“Acho que o Poder Executivo deve privatizar no momento exato. Por enquanto, ainda será uma privatização rendosa para o governo. Daqui dez anos, vamos ter uma concorrência muito grande no setor elétrico: sol, vento, até onda do mar pode ser aproveitada como fonte de energia”, analisa.
 
Nesta segunda-feira (19), foi criada, na Câmara dos Deputados, uma comissão especial para analisar o Projeto de Lei (PL) 9463/18, que regulamenta a privatização da Eletrobras. O texto propõe o aumento do capital social da empresa e de suas subsidiárias.
 
Isso significa que mais ações da Eletrobrás serão disponibilizadas no mercado, o que diminuirá a participação da União. Entretanto, o texto proíbe que um único acionista acumule mais de 10% das ações.
 
Na opinião de Marquezelli, a União ainda conseguirá ter controle do setor elétrico, mesmo com a privatização, pois poderá regulamentar a atuação da empresa.
 
“Ao regulamentar e ter uma legislação forte no setor, a iniciativa privada vai, cada vez mais, investir em tecnologia e em aprimoramentos necessários”, prevê.
 
O parlamentar afirma que essa atuação do capital privado no setor elétrico beneficiará o consumidor. Lembra também que, em muitos países, o setor elétrico não é estatal.
 
Reportagem – Celimar de Meneses, sob a supervisão de Renata Tôrres
Foto – Jotaric

Comentários

Não existem comentários

Postagem de comentários após três meses foi desabilitado.
  • ©2021 PTB na Câmara. Todos os direitos reservados.