Brasil começa a ver que reforma da Previdência vai combater privilégios, afirma Benito


           Benito: “Vamos tirar de quem ganha muito para facilitar a vida do trabalhador rural.”


Os brasileiros começam a perceber que a reforma da Previdência é necessária para combater o acúmulo de privilégios. A avaliação é do deputado Benito Gama (PTB-BA), que declara ser “mentira” que as mudanças no sistema previdenciário vão prejudicar a maioria da população.
 
“O Brasil começa a enxergar a reforma da Previdência como combate a privilégios, combate a pessoas que ganham muito, que ganham fortunas, em detrimento dos trabalhadores da iniciativa privada, autônomos ou com carteira assinada, que ganham com base nos limites do INSS”, afirma.
 
Segundo o parlamentar, 1 milhão de funcionários públicos aposentados recebem R$ 170 bilhões dos recursos da Previdência, enquanto 29 milhões de aposentados da iniciativa privada recebem R$ 120 bilhões.
 
“Só esse dado já demonstra a injustiça do atual sistema de Previdência Social no Brasil. Mas vamos enfrentar esse problema e mostrar para a sociedade as mentiras propagadas pelos meios de comunicação e aqui dentro do Congresso Nacional”, diz.
 
Benito Gama garante que o governo não vai mexer no Benefício de Prestação Continuada ou no Bolsa Família, que, ressalta, já foi ampliada no governo Temer. Além disso, assegura que a aposentadoria rural será mantida e melhorada.
 
“Por onde ando no Brasil, no interior da Bahia especialmente, a grande farsa divulgada é que o trabalhador rural vai ser prejudicado. Tudo mentira. Pelo contrário, vamos tirar de quem ganha muito para facilitar a vida do trabalhador rural”, explica.
 
Reportagem – Celimar de Meneses, sob a supervisão de Renata Tôrres
Foto – Jotaric

Comentários

Não existem comentários

Postagem de comentários após três meses foi desabilitado.
  • ©2018 PTB na Câmara. Todos os direitos reservados.