Cristiane Brasil alerta para as diversas formas de violência patrimonial contra idosos

Escrito 20/11/2017, 11:00
Por
Categoria destaque

 Cristiane Brasil: “A renda entra pelo idoso, mas quem controla é a família, isso também é violência.”


A deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) alertou para a violência patrimonial praticada contra idosos e para as diversas formas pelas quais esse tipo de agressão acontece.
 
De acordo com a parlamentar, no estado do Rio de Janeiro, em quase metade das famílias, é o idoso quem contribui com a maior parte da renda familiar – mas, em vários casos, não decide o que fazer com seu dinheiro.
 
“A renda entra pelo idoso, mas quem controla é a família, que muitas vezes não dá a ele o direito de usar o dinheiro para seu próprio tratamento médico ou para viajar. Isso é uma forma de violência patrimonial”, explicou a deputada.
 
Segundo dados de 2015 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais de 17 milhões de famílias no Brasil tinham um idoso como provedor. Isso quer dizer que, em 24,89% dos lares, ou quase um quarto deles, uma pessoa com mais de 60 anos era responsável pelo sustento da família.
 
Patrimônio
 
De acordo com Cristiane Brasil, outra forma de violência acontece quando os idosos são obrigados a vender o próprio patrimônio, mas não ficam com o dinheiro, que é gasto pelos filhos. Assim, os mais velhos perdem as posses que acumularam ao longo da vida.
 
“Sei de inúmeras denúncias de pessoas e famílias que tiram os pais do quarto principal da casa e os colocam nos fundos, enquanto usufruem da casa inteira. Os pais enfermos ficam numa situação degradante de morar numa garagem, por exemplo”, acrescentou a parlamentar.
 
A deputada pediu maior diálogo com a sociedade para evitar que, futuramente, pessoas na terceira idade vivam em situações de “miserabilidade e abandono”, já que a tendência é que a quantidade de idosos aumente no Brasil.
 
Reportagem – Celimar de Meneses, com a colaboração de Regina Mesquita e sob a supervisão de Renata Tôrres
Foto – Jotaric

Comentários

Não existem comentários

Postagem de comentários após três meses foi desabilitado.
  • ©2021 PTB na Câmara. Todos os direitos reservados.